A Saúde Cardiovascular De Militares Instrutores De Tiro

Nidea Michels Dick, Nidea Michels Dick, Delmar Bizani, Joseli Nascimento Pinto, Alexandre Ramos Lazzarotto

Resumo


As doenças cardiovasculares têm sido consideradas um grande problema de saúde pública, causando grandes demandas e elevados custos na assistência médica hospitalar. Percebe-se, neste estudo, fatores de risco cardiovasculares em instrutores de tiro da Brigada Militar. A pesquisa, de caráter transversal, foi realizada por entrevista estruturada, avaliação hemodinâmica e exames laboratoriais conforme a VI Diretriz Brasileira de Hipertensão. Na análise dos dados, utilizou-se teste estatístico por meio do Programa SPSS (Pacote Estatístico para as Ciências Sociais) considerando-se o p<0,05. O grupo foi constituído de 22 policiais militares instrutores de tiro, sendo predominante o sexo masculino. Houve a prevalência dos seguintes fatores de risco cardiovasculares: glicemia 3 (13,6%), colesterol total 8 (36,4%), índice de massa corporal total 20 (90,9%), low density lipoprotein 17 (77,3%), high density lipoprotein 7 (31,8%), álcool 15 (68,9%), tabagismo 2 (9,1%), pressão arterial sistólica 9 (41,0%), pressão arterial diastólica 6 (27,3%), nível de atividade física 9 (41,0%). Os dados chamam a atenção por se tratarem, principalmente, de profissionais da segurança pública, para o atendimento da sociedade.


Palavras-chave


Fatores de Risco; Doenças Cardiovasculares; Policiais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v7i1.4010

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000