Oportunidades de desenvolvimento de bebês de um centro de referência materno infantil

Carine Giroldi, Karla Poersch, Alessandra Bombarda Müller

Resumo


Objetivo: Verificar a relação entre nível socioeconômico e características familiares e as oportunidades de desenvolvimento motor nos domicílios de bebês acompanhados em um Centro de Referência Materno Infantil de uma cidade do sul do Brasil.

Método: Foram avaliados 80 responsáveis de bebês nascidos a termo, de três a 18 meses de idade. Para a coleta de dados foi utilizada uma entrevista contendo dados a respeito dos pais/responsáveis, o instrumento Affordances in the Home Environment for Motor Development (AHEMD) foi utilizado para identificar as oportunidades de desenvolvimento motor presentes nas residências e para classificar o nível socioeconômico familiar foi utilizado o questionário da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP).

Resultados: Foram encontradas moderadas e adequadas oportunidades de desenvolvimento motor proporcionadas aos bebês em seus domicílios, e no que se refere à classificação econômica, a maioria das famílias foi classificada no estrato socioeconômico B2 e C1. Os resultados também sugerem que quanto mais baixa a classe socioeconômica, menos brinquedos de motricidade fina e grossa são encontrados nas residências.

Conclusão: Independente da classe socioeconômica, é necessário oportunizar estratégias para a estimulação motora adequada nos contextos de desenvolvimento dos bebês. 


Palavras-chave


Desenvolvimento infantil; Nível socioeconômico; Meio ambiente

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v8i1.5899

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000