Variáveis sociodemográficas como fatores intervenientes na motivação, autoestima e insatisfação corporal de idosas praticantes de hidroginástica

Daniel Vicentini Oliveira, Mateus Dias Antunes, Adrieli Camila Jordão, Rogéria Vicentini Oliveira, Gabriel Lucas Morais Freire, Sônia Maria Marques Gomes Bertolini, José Roberto Andrade Nascimento Júnior

Resumo


Objetivo: comparar a motivação, autoestima e insatisfação corporal de idosas praticantes de hidroginástica em função das variáveis sociodemográficas. Materiais e métodos: pesquisa transversal a qual participaram 70 idosas, que responderam a escalas de Autoestima de Rosemberg e Silhueta de Stunkard e o Exercise Motivation Inventory-2. Os dados foram analisados por meio dos testes Kolmogorov-Smirnov, “U” de Mann-Whitney e Kruskal-Wallis (p<0,05). Resultados: As idosas mais jovens apresentaram maior autoestima do que as mais velhas. As que não possuem companheiro são mais motivadas para a prevenção de doenças, aparência física e controle do estresse em detrimento às idosas com companheiro. As com renda mensal de até dois salários mínimos e as aposentadas apresentaram escore superior em todos os fatores de motivação. As idosas com ensino fundamental completo são mais motivadas para condição física, controle do peso, aparência física e diversão do que as com ensino fundamental incompleto e médio completo. Conclusão: Concluiu-se que o estado conjugal, renda mensal e escolaridade são fatores intervenientes na motivação para o exercício das idosas, enquanto a idade demonstrou ser interveniente na autoestima.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v9i1.6021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000