Associações entre habilidades motoras grossas e rendimento acadêmico de escolares brasileiros

Leonardo Gasques Trevisan Costa, Hiandra da Silva Pereira, Anderson Bençal Indalécio, Fábia Freire, Elionaldo Bringel Lima, Natanael Pereira Barros, José Irineu Gorla

Resumo


Introdução: Atrasos nas habilidades motoras podem prejudicar o desenvolvimento cognitivo, social e emocional. Por outro lado, habilidades motoras bem desenvolvidas auxiliam o funcionamento cognitivo de crianças. Objetivo: Analisar as associações entre habilidades motoras grossas e rendimento acadêmico em escolares brasileiros. Método: A amostra foi composta por 929 crianças de ambos os sexos (5 a 11 anos). Foram realizadas medidas antropométricas (peso, estatura, circunferência abdominal) e as habilidades motoras foram mensuradas pelo de Teste KTK. O nível habitual de atividade física foi avaliado por meio de questionário e o desempenho acadêmico por registros escolares. Resultados e Conclusões: demonstraram que escolares com coordenação motora boa ou muito boa apresentam 7,9 mais chances de obter conceito acadêmico bom ou excelente em língua portuguesa e matemática quando comparados a estudantes com perturbação ou insuficiência motora. Conclui-se que, ocorreu uma relação positiva entre habilidades motoras grossas e rendimento acadêmico de escolares.


Palavras-chave


Habilidade motora; desempenho acadêmico; escolares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v8i1.6160

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000