Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares de 7 a 10 anos e seus determinantes associados.

Lidia Maria Oliveira de Souza, Fernanda Miraglia, Franciéle Gomes da Silva, Ricardo Pedrozo Saldanha

Resumo


Objetivo: O objetivo do presente estudo foi investigar os determinantes associados ao estado nutricional dos alunos, com idade de 7 a 10 anos, das escolas da rede pública estadual de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo transversal com 574 escolares. O estado nutricional foi determinado a partir do Índice de Massa Corporal (segundo o escore-z da referência da Organização Mundial da Saúde, 2007. Foi realizada análise descritiva, bivariada e multivariada de regressão de Poisson para avaliar fatores independentemente associados ao excesso de peso. Resultados: A prevalência de excesso de peso foi de 37,1% para ambos os sexos. Na análise de regressão de Poisson foi possível identificar que a circunferência da cintura, baixo escore de atividade física, não tomar café da manhã, realizar um número maior de refeições diárias e ter um percentual de refeições com alimentos não saudáveis, acima de 50% das refeições totais do dia, são preditores (p<0,05) para o risco de sobrepeso e obesidade. Conclusão: As prevalências de sobrepeso e obesidade da população estudada encontram-se elevadas e essas evidências reforçam a importância de uma maior atenção das gestões de políticas públicas de atendimento à criança. 


Palavras-chave


Obesidade Pediátrica; Alimentação Escolar; Hábitos Alimentares; Atividade Física; Classe Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v8i2.6231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000