Saúde Escolar: Prevalência de dor nas costas e fatores associados, no Sertão de Pernambuco

Gleiciany Oliveira da Silva Lima, Marcelo de Maio Nascimento

Resumo


A prevalência de dor nas costas é uma questão de saúde pública, que atinge indivíduos de todas as faixas etárias. Em idade escolar, o caso merece atenção e estudo porque a dor lombar pode gerar problemas graves em idade adulta. O objetivo deste estudo foi verificar a prevalência da dor nas costas de escolares matriculados no Ensino Fundamental I da cidade de Petrolina-PE, por conseguinte, investigar a relação entre a presença da dor nas costas com o peso da mochila e a prática de exercícios físicos. Foram avaliados 129 escolares (10-12 anos) de ambos os sexos. O instrumento utilizado para verificar informações demográficos, hábitos de vida e a prevalência da dor nas costas foi o BackPEI. Diferenças estatísticas entre os sexos foram observadas para a prática de exercícios físicos (p<0,001) e a frequência semanal com que os exercícios foram realizados (p<0,001). 25,6% dos meninos (33/129) e 31,8% das meninas (41/129) indicaram sentir ou ter sentido dor nas costas nos últimos três meses. A prevalência de dor nas costas entre as meninas foi maior 59,6%, enquanto, que meninos mostraram taxa de 40,3%. A análise de regressão logística (OR -0,361; p=0,001) indicou a frequência semanal da prática do exercício físico como variável capaz de prever em 64% a dor nas costas. Conclui-se que o estudo mostrou prevalência moderada de dor nas costas entre os escolares de Petrolina-PE e evidenciou a prática do exercício físico como fator protetor da dor nas costas.


Palavras-chave


Estudantes; Adolescentes; Dor Lombar; Fatores de Risco

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v9i1.6798

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000