Partidos políticos, representação e estrutura organizacional partidária: um debate conceitual

Jessica Silva Facio, Angela Quintanilha Gomes

Resumo


O presente artigo busca fazer uma discussão teórica sobre o surgimento dos partidos políticos, sua utilidade como principais meios de representação democrática, além de ressaltar sua organização com base em fatores internos a partir das concepções de alguns autores como Giovanni Sartori, Maurice Duverger e Robert Michels. Para tanto, resgata a emergência e a necessidade de métodos representativos que suprissem as demandas da sociedade pelo pensamento de Hannah Pitkin e Bernard Manin. Somando a isso, esta argumentação traz à tona o processo ideológico, isto é, de identidade partidária, bem como a identificação pessoal por parte do eleitorado através da figura do candidato. Estas questões possibilitam a visualização de duas abordagens que tratam os partidos políticos como instituições dotadas de fragilidade institucional, ou então, de atributos que os tornam em um meio representativo forte. Nesse sentido, disponibiliza um breve histórico dos partidos no Brasil que mostra suas especificidades em “solo verde e amarelo”.

 


Palavras-chave


Partidos Políticos; Representação; Organização Partidária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i41.4998

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex