Uma Leitura do Filme “Bad Boy Bubby” a Partir da Constituição Psíquica em Psicanálise

Vitória Rocha, Magda Medianeira Mello

Resumo


O artigo busca estabelecer um diálogo entre a psicanálise e o cinema e tem por fim analisar, a partir da perspectiva psicanalítica acerca da constituição psíquica, o filme “Bad Boy Bubby”, escrito e dirigido por Rolf de Heer, em 1993. Trata-se de uma investigação teórica qualitativa de cunho exploratório. Entende-se a constituição psíquica como uma trajetória que o bebê humano precisa percorrer para advir à posição de sujeito. Essa tem início antes mesmo de seu nascimento, na pré-história que o antecede, momento que o é ordenado um lugar na cultura, numa geração e numa família.


Palavras-chave


Psicanálise; Constituição Psíquica; Cinema; “Bad Boy Bubby”.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i45.5080

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex