O TRABALHO DAS MULHERES NA ADMINISTRAÇÃO: A CONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA DESIGUALDADE. BUENOS AIRES 1910-1950

Graciela Amalia Queirolo

Resumo


Em Buenos Aires, a participação das mulheres nos empregos do setor administrativo cresceu significativamente entre os anos 1910 e 1950. Este artigo analisa o “paradoxo da empregada”, expressão que mostra os dois
componentes do fenômeno: as vantagens que existem tanto no salário quanto na possibilidade de carreira e a desigualdade que promoveu no sentido da subordinação social. É assim que se constrói a memória sobre as atividades trabalhistas das mulheres que, embora as vantagens que  receberam, promoveram injustiças.

Palavras-chave


gênero; trabalho feminino; funcionárias; discriminação; Buenos Aires

Texto completo:

PDF (Español (España))


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1680

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1981-7207

Universidade La Salle - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000