ANÁLISE DA AUTOAPRENDIZAGEM DIGITAL DE PROFISSIONAIS DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

Ângela Maria Vieira Nabinger, Patrícia Kayser Vargas Mangan

Resumo


Não existem muitos dados disponíveis que demonstrem a cultura da autoaprendizagem via Internet de profissionais de informática. Buscando elucidar as principais práticas de (auto)formação continuada, o objetivo geral dessa pesquisa exploratória é buscar as ferramentas mais utilizadas por concluintes de um curso de Ciência da Computação em seu desenvolvimento autônomo. Foram coletados dados em fontes documentais e por meio de questionários eletrônicos. Com uma amostra de 19 respondentes (grau de confiabilidade de 95%), foram sistematizados dados que permitirá a trabalhos futuros (a) identificar boas práticas de formação continuada; (b) auxiliar a construção de políticas de acesso a recursos da Internet que incentivem a autoaprendizagem.


Palavras-chave


Cibercultura; Ambiente pessoal de aprendizagem; formação continuada

Texto completo:

PDF

Referências


ATTWELL, Graham (2007). The Personal Learning Environments - the future of eLearning? eLearning Papers, vol. 2 no. 1. ISSN 1887-1542. Disponível em http://elearningeuropa.info/files/media/media11561.pdf

BUCHEM, Ricardo; LLONA, Torres; ATTWELL, Graham. Understanding Personal Learning Environments: Literature review and synthesis through the Activity Theory lens. pp. 1-33. In: Proceedings of the the PLE Conference 2011, 10th - 12th July 2011, Southampton, UK. Disponível em:. Acesso em Out. 2011.

CASTRO, Marcelo Stehling de. Análise do perfil do profissional de tecnologia da informação e comunicação a partir da percepção interna do setor. 2010. 153 f. Tese (Doutorado em Engenharia Elétrica)-Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

LÉVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Editora 34, 1999.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. 4. ed. São Paulo: Loyola, 2003.

LEMOS, André. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea. Porto Alegre: Sulina, 2002.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica: ciência e conhecimento científico, métodos científicos, teoria, hipóteses e variáveis, metodologia jurídica. 5. ed., rev. e ampl. São Paulo: Atlas, 2007.

PALLOF, Rena M. ; PRATT, Keith. Construindo Comunidades de Aprendizagem no Ciberespaço. Porto Alegre: Artmed, 2002.

PASSARELLI, B. Aprendizagem on-line por meio de comunidades virtuais de apredizagem. In: Fredric M. Litto; Marcos Maciel Formiga. (Org.). Educação a Distância: o estado da arte. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2009.

RAHIMI, Ebrahim, VAN DEN BERG, Jan, and VEEN, Wim. "A Roadmap for Building Web2. 0-based Personal Learning Environments in Educational Settings." Proceedings of the fourth international conference on Personal Learning Environments (The PLE Conference 2013). 2013.

RECUERO, Raquel. Redes Sociais na Internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

ROS, Salvador et al Open Service-Oriented Platforms for Personal Learning Environments, IEEE Internet Computing, vol.17, no.4, pp.26,31, July-Aug. 2013

SIMÕES, Jorge. Redes sociais e E-learning. Maio de 2010. Disponível em: < http://edulearning2.blogspot.com.br/2010/05/as-redes-sociais-no-contexto-da-web-2.html>. Acesso em: out 2012.

VALENTE, Carlos; MATTAR, João. Second Life e Web 2.0 na educação: o potencial revolucionário das novas tecnologias. São Paulo: Novatec, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1370

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000