Notas sobre pesquisa qualitativa em uma unidade de internação feminina: Experimentando contradições e desafios na investigação criminológico-crítica

Marilia Montenegro Pessoa de Mello, Carolina Salazar l’Armée Q. de Medeiros, Érica Babini Machado, Helena Rocha Coutinho de Castro, Manuela Abath Valença

Resumo


Trata-se de trabalho que visa estimular a autorreflexão metodológica da prática investigativa da criminologia a partir de experiência vivida pelas autoras na condução de projeto de pesquisa[1], em que se pôde verificar crenças inconscientes da estrutura etiológica na investigação, não obstante a experiência e utilização do paradigma da reação social. A identificação deste conteúdo deixou evidente os riscos subjetivistas de recomposição da seletividade no âmbito interno da instituição total, a existência de conteúdos etiológicos em ações e pensamentos espontâneos das pesquisadoras; bem como a necessidade de utilização do método enquanto objetivação possível para limitar a tendência de deixar de estranhar o familiar.

[1] Pesquisa financiada pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ, intitulada “Dos espaços aos direitos: a realidade da ressocialização na aplicação das medidas socioeducativas de internação das adolescentes do sexo feminino em conflito com a lei nas cinco regiões”

 


Palavras-chave


Criminologia Crítica; Metodologia; Etiologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2094

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista REDES - ISSN 2318-8081

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Canoas/RS Cep: 92.010-000.

Prédio 6.


Indexadores


DiadorimDOAJLatindexDialnet
Google Academicos
CiteFactorOCLCCrossrefPeriódicos
BASESumários