Qualidade de vida e estado nutricional de adolescentes em uma escola particular em Fortaleza, Ceará

Monique Simões Fontoura, Rafaella Maria Monteiro Sampaio, Francisco Regis Da Silva, Francisco José Maia Pinto

Resumo


Objetivo: Descrever a qualidade de vida e o estado nutricional de adolescentes de uma escola particular em Fortaleza, Ceará. Método: Estudo transversal, de base escolar, desenvolvido com estudantes de uma escola particular, com idade entre 13 e 19 anos. Foram aplicados questionários referentes à frequência alimentar, qualidade de vida, dados socioeconômico e avaliação nutricional. Resultados: Verificou-se que a maioria (11; 52,4%) das meninas tinham idade entre 13 e 14 anos; já a maioria dos meninos (13; 44,8%) tinha entre 15 e 16 anos. Verificou-se um maior percentual de excesso de peso (sobrepeso e obesidade) nas meninas (8; 38,1%) em relação aos meninos (7; 24,2%). A partir da classificação do questionário de frequência alimentar, a maioria (33; 66,6%) dos adolescentes foram classificados com alimentação péssima. Quanto a classificação da qualidade de vida, os meninos apresentaram uma maior qualidade de vida (26; 89,6%) em relação às meninas (10; 47,6%). Conclusões: A análise do estado nutricional revelou maior prevalência de sobrepeso no sexo feminino. O sexo masculino apresentou melhor qualidade de vida entre as variáveis analisadas quando comparada ao sexo feminino.


Palavras-chave


Adolescentes; Qualidade de Vida; Estado Nutricional; Avaliação Nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v7i2.4430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000