Associação entre o nível glicêmico, risco cardiovascular e qualidade de vida em idosos diabéticos

Mayara Francini Kolitski, Darla Silvério Macedo, Simone Carla Benincá, Vania Schmitt, Caryna Eurich Mazur

Resumo


Introdução: Tem-se registrado um aumento do número de idosos no Brasil, com isso há a necessidade em aprofundar os estudos na saúde e nutrição da pessoa idosa a fim de lhe proporcionar melhor qualidade de vida. Objetivos: Avaliar e relacionar o controle da glicemia, o risco cardiovascular e a qualidade da dieta consumida por idosos diabéticos. Métodos: Estudo transversal, realizado com idosos diabéticos, no qual foram coletados dados antropométricos para avaliar a condição nutricional, o risco cardiovascular dos idosos, também foi aplicado um dia alimentar habitual, com o objetivo de avaliar o Índice de Qualidade da Dieta (IQD) juntamente um questionário sobre as condições socioeconômicas e avaliação da glicemia capilar. Resultados: Foram entrevistados 36 idosos, sendo 61,1% do sexo feminino, 52,8% estavam com a glicemia capilar alterada e 80,6% quando comparado com o resultado do IQD, observou-se que estes idosos com a glicemia inadequada possuíam um IQD inferior aos que estavam com a glicemia adequada (p<0,05), o mesmo foi possível notar com relação a circunferência da cintura (CC), ou seja, os idosos com CC mais elevada apresentaram um IQD inferior aos idosos com menor CC (p<0,05). Discussão: Os resultados demonstram que os idosos analisados precisam de acompanhamento multidisciplinar para controle glicêmico, educação alimentar e nutricional com vistas à melhoria da qualidade de vida dos mesmos.


Palavras-chave


Idosos; Diabetes Mellitus; Alimentação; Qualidade de Vida; Estado Nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v7i3.4796

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000