Avaliação da mobilidade funcional e equilíbrio de adolescentes com Síndrome de Down atendidos na Equoterapia e Fisioterapia

Domingos Emanuel Bevilacqua Junior, Mariane Fernandes Ribeiro, Janaine Brandão Lage, Edneia Corrêa de Mello, Vicente de Paula Antunes Teixeira, Ana Paula Espindula

Resumo


Introdução: A hipotonia muscular, característica da Síndrome de Down compromete a mobilidade funcional, o desempenho muscular e consequentemente interfere nas atividades da vida diária. Objetivos: Avaliar os efeitos da Equoterapia e da Fisioterapia sobre a mobilidade funcional  e equilíbrio de adolescentes com síndrome de Down. Materiais e Métodos: O estudo incluiu 14 sujeitos com síndrome de Down divididos em dois grupos: nove (seis masculinos e três femininos) no grupo Equoterapia e cinco (três masculinos e dois femininos) no grupo Fisioterapia, idade média 13,2 ±2,2 e 14,2 ±3,1 anos, respectivamente. Foram realizados 30 atendimentos, com duração de 30 minutos cada, uma vez por semana, de acordo com os tipos de intervenções para cada grupo, Equoterapia e Fisioterapia. A mobilidade funcional  e equilíbrio foi avaliada no pré e pós intervenções por meio do teste TimedUpand Go. Resultados: Analisando o teste TimedUpand Go, foi possível observar diferenças estatisticamente significantes (p=0,006) no grupo Equoterapia, comparando-se o pré e pós intervenção (1º e 30º atendimentos). Conclusão: A Equoterapia foi capaz de proporcionar melhora na mobilidade funcional e no equilíbrio dinâmico quando comparada à Fisioterapia. No entanto, ambas as intervenções são práticas seguras para a reabilitação de indivíduos com síndrome de Down.


Palavras-chave


Terapia assistida por cavalos; Limitação da mobilidade; Reabilitação Adolescente; Síndrome de Down

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/sdh.v9i3.7340

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


e-ISSN: 2317-8582

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000