Carreiras e Transições de executivos bancários: caso de um banco localizado no Rio Grande do Sul

Juliana Celestini, Andrea Poleto Oltramari

Resumo


Este artigo resulta de uma pesquisa exploratória que objetivou compreender as diferenças nas trajetórias de executivos bancários. Foram entrevistados nove deles, funcionários de um banco privado, cujas agências localizam-se no interior do Estado do Rio Grande do Sul. Foram realizadas entrevistas individuais, estruturadas com esses profissionais em seus ambientes de trabalho. As entrevistas visaram aprofundar o conhecimento sobre a condução de suas carreiras e foram realizadas em março e abril de 2011. A análise dos dados foi efetuada a partir da abordagem qualitativa e seguiu as orientações propostas por Minayo (2001). Observaram-se algumas diferenças na trajetória de suas carreiras, as quais se apresentaram de modo diferente, pois alguns estão no início da carreira; outros, no meio dela e há os que estão chegando ao fim de sua trajetória profissional. O desempenho pessoal é mensurado durante todo o percurso que ilustra a construção de carreira, seja ela uma construção visivelmente mais rápida, seja mais lenta. Observou-se ser difícil promover um ponto de equilíbrio em relação às transições na carreira de modo a obter sucesso. Conclui-se que o êxito na carreira mostrou-se atrelado à mobilidade, à disponibilidade total ao projeto organizacional e à prontidão no quesito decisão em curto prazo.

Palavras-chave


Carreiras; Executivos; Transições

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1427

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex