O lado “D” do mercado de consumo brasileiro

Cláudio Damacena, Caio Barbosa Raposo, Bruna Silva de Melo

Resumo


O potencial de consumo de pessoas com baixo poder de compra é considerado por muitas empresas, uma grande oportunidade. Essas empresas consideram essencial entender o comportamento desses consumidores, observando especialmente as suas características mais proeminentes e os hábitos de consumo. Fornecer produtos, serviços e modelos de negócios compatíveis com a população de baixa renda, requer um conjunto de capacidades, recursos e abordagens diferentes das praticadas com consumidores de classes privilegiadas. Partindo dessa premissa, este artigo objetivou aprofundar a discussão a respeito do consumidor de baixa renda, mais especificamente, os enquadrados na chamada classe D. A partir de fontes secundárias o estudo aborda o universo de consumo desse importante grupo de pessoas, no que diz respeito as questões demográficas, gestão financeira, relação entre qualidade e preço e a economia criativa. Nas considerações finais são apresentadas diversas indicações de pesquisas futuras.


Palavras-chave


consumidor de baixa renda; classes socioeconômicas; classe D

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/1673

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex