ESPECIFICIDADES DE ATIVOS E ALIANÇAS ESTRATÉGICAS NO SETOR FARMACÊUTICO BRASILEIRO

Tatiane Silva Tavares Maia, Manuel Anibal Silva Portugal Vasconcelos Ferreira, Fabricio Simplicio Maia

Resumo


Embora a literatura sobre alianças estratégicas tenha ganhado espaço na agenda dos pesquisadores, ainda não existe consenso sobre a relação dos atributos da transação na formação das alianças estratégicas. Por considerar a existência de uma lacuna nessa relação, o trabalho se propõe a analisar a influência da especificidade dos ativos na formação de alianças estratégicas. Trata-se de uma pesquisa descritiva, desenvolvida com base em dados secundários. Foi testado um conjunto de hipóteses relacionando especificidades de ativos e alianças. Os dados foram coletados em 1.353 bulas de medicamentos registrados no Bulário Eletrônico da ANVISA. Os resultados do estudo sugerem evidências compatíveis com as hipóteses formuladas, comprovando influência de ativos específicos como forma, categoria e prescrição de medicamentos na formação de alianças. Conclui-se que as especificidades de forma farmacêutica do medicamento, categoria regulatória e prescrição médica favorecem a existência de alianças estratégicas com diferentes intensidades.


Palavras-chave


Governança; Estratégia; Atributos da Transação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2316-5537.15.4

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2316-5537

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000