A educação como princípio para a participação democrática

Hildegard Susana Jung, Edite Maria Sudbrack

Resumo


O presente artigo, de cunho teórico, busca contribuir com a reflexão em torno do tão difundido pensamento de participação democrática, que corre o risco de tornar-se um jargão (GOHN, 2004) na contemporaneidade, sem que, de fato, se consubstancie no fazer cotidiano, questionando a respeito de quem poderá educar o cidadão para a prática desta participação. Entendendo a própria educação como política pública, propõe - ainda que ousadamente - duas vias para o empoderamento através da educação que poderá educar o cidadão para a participação: o professor praticante de uma pedagogia emancipadora e colaborativa e a escola de gestão democrática que, através da própria prática da participação, podem educar o cidadão. Neste viés, discute, ainda, a questão da ética como balizadora das ações a serem desenvolvidas, uma vez que deve ser levada em conta a distinção entre ideologia e prática política e ideologia e prática político-partidária.

 


Palavras-chave


Participação Democrática; Empoderamento Através da Educação; Pedagogia Emancipadora e Colaborativa; Gestão Democrática.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2238-9024.16.30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex