Cuidados Paliativos: O desafio do cuidado de idosos na terminalidade da vida

Marcia Constancia Pinto Aderne Gomes, Michel Jean Marie Thiollent

Resumo


O envelhecimento populacional é um dos maiores desafios da sociedade contemporânea e das políticas públicas. Este fenômeno está associado a um declínio das capacidades físicas, relacionado a novas fragilidades psicológicas e comportamentais, que demandam diferentes tipos de cuidado. Este artigo faz uma revisão sobre o cuidado, considerando que os conceitos têm em suas expressões uma série de aspectos filosóficos que devem ser discutidos e que podem contribuir para uma melhor compreensão das demandas trazidas por idosos na terminalidade de suas vidas. O cuidado necessita de um agente cuidador, que age na perspectiva de ultrapassar a questão técnica pois, como o cuidado só existe como uma inter-ação, uma co-existência e uma con-vivência, ele transcende o ato de cuidar para se tornar uma atitude de cuidar. É preciso identificar e buscar elementos no comportamento de cuidar que incluem receptividade, reciprocidade, conectividade, responsabilidade e compromisso. O cuidado do idoso nas suas necessidades por saúde apresenta diversos desafios. Talvez o maior deles esteja localizado no momento da terminalidade de sua vida, quando ele está ali, existindo, cheio de diferentes e novas necessidades, desejos, sonhos e medos.


Palavras-chave


Idosos;Cuidados; Terminalidade da vida; Cuidados Paliativos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i37.4222

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex