Trajes Forenses: uma análise da utilização de vestes jurídicas por meio da teoria de poder do discurso de Foucault

Marco Túlio Corraide

Resumo


O presente artigo visa observar a relação das vestimentas utilizadas nos ambientes jurídicos e em como elas perpetuam uma narrativa de dominação e de exclusão que apenas dificulta a prática do verdadeiro objetivo da justiça: A tentativa de resolução dos anseios dos cidadãos. Como ferramenta de pesquisa se utiliza os estudos de Foucault, numa metodologia jurídico-sociológica para refletir como de fato a moda implica em mais uma barreira, em um sistema já tão branco, patriarcal e classista, no acesso à justiça. Em um primeiro momento se observa a moda como discurso, apresentando então uma breve análise das teorias de Foucault para então demonstrar a relação entre Moda e Direito. Conclui-se então pôr como a Moda pode funcionar como ferramenta de manutenção de uma estrutura de poder já violenta e como empecilho para acesso à justiça. 


Palavras-chave


Moda; Direito; Foucault; Poder; Discurso

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i45.7599

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex