Carência da formação profissional no Sudeste paraense: onde estão as metodologias ativas?

Danielle Vale, Tania Menezes Vale, Ana Katia Costa Silva, João Duarte

Resumo


Em 2019, professores brasileiros, participaram de dois meses de formação no Canadá. A motivação e a preparação para o trabalho são uma constante na educação daquele país. Mais do que estudar o sistema canadense, descobriu-se o próprio sistema brasileiro, tendo em vista que os professores trabalham sob a mesma legislação, mas viram muitas diferenças quanto à formação, gestão e avaliação. A temática das Metodologias Ativas é desconhecida, principalmente por uma ausência da formação continuada em serviço na rede. Garantir intercâmbios multiculturais e momentos coletivos de aprendizado é importante. Possibilita a motivação docente e o sucesso dos alunos, além de promover a qualificação cotidiana dos professores.


Palavras-chave


formação continuada; metodologia ativa; valorização do professor

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/dialogo.v0i47.8136

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2238-9024

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000

 

Indexadores

DiadorimLatindex