Educação intercultural e os aspectos da lei nº 11645/2008 – história e culturas indígenas

Gilson Divino Araújo da Silva, Josélia Gomes Neves

Resumo


A educação intercultural é uma forma de democratizar o ensino. Um dos desafios enfrentados nesse processo é estabelecer meios eficientes para promover o respeito à diversidade cultural. A Lei nº 11.645/2008 evidencia que os conteúdos referentes à história e à cultura afro-brasileira e indígena deverão ser ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial, nas áreas de Educação Artística, Literatura e História Brasileira. O objetivo deste estudo é apresentar as principais discussões acerca da inserção da cultura indígena na disciplina de História. Esse estudo é um recorte de uma seção da dissertação de mestrado que buscou analisar como tem ocorrido o estudo da história e das culturas indígenas no IFRO Campus Cacoal. A metodologia aplicada foi a de pesquisa-ação, por estabelecer uma intervenção visando à eficiência nos resultados dessa pesquisa. Os instrumentos metodológicos utilizados foram: a pesquisa documental, e bibliográfica. Esta pesquisa procura apresentar as condições em que vivem os povos indígenas, conceitos sobre o currículo intercultural, explicar a sincronia e a experiência de ensino de história de acordo e as implicações do currículo na escola e sua conexão com a diversidade com a finalidade de aproximar as teorias do currículo com a práxis educacional.


Palavras-chave


Currículo; Cultura Indígena; Intercultural; Ensino de História.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v25i2.6399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000