Práticas docentes e a educação religiosa em escolas no meio rural (Novo Hamburgo/RS)

José Edimar Souza

Resumo


O objetivo deste estudo é reconstituir, a partir das memórias de práticas pedagógicas de três professores, como a educação religiosa se desenvolveu, no espaço rural de Novo Hamburgo/RS na primeira metade do século XX.  As memórias são analisadas sob a perspectiva do “tempo social”, envolvendo recordações coletivas desse grupo de sujeitos. A pesquisa, de natureza qualitativa, utiliza a metodologia da História Oral, valendo-se ainda da análise documental. O referencial teórico sustenta-se na perspectiva da História Cultural. A análise enfatiza a dimensão das memórias na constituição docente e ressalta como o catecismo religioso evidencia uma possível marca de identidade profissional cuja representação vocacional é entendida como prática cultural arraigada aos sujeitos.

Palavras-chave: Práticas pedagógicas. História da educação. Educação religiosa. Ensino rural.

 

Teacher practices and religious education in schools in countryside (Novo Hamburgo/RS)

Abstract

The objective of this study is to reconstruct, from the teaching practices memories of three teachers, how religious education was developed in rural areas of Novo Hamburgo/RS in the first half of the twentieth century. Memories are analyzed from the perspective of "social time", involving collective memories of this group of subjects. The research was qualitative, using the methodology of oral history and document analysis. The theoretical framework rests on the prospect of Cultural History. The analysis emphasizes the dimension of the memories in the teaching constitution and highlights how religious catechism evidences of a possible brand of professional identity whose vocational representation is understood as rooted cultural practice by the subjects.

Keywords: Pedagogical practices. History of education. Religious education. Rural education.


Palavras-chave


Práticas pedagógicas. História da educação. Educação religiosa. Ensino rural.

Texto completo:

PDF

Referências


AMADO, J. O grande mentiroso: tradição, veracidade e imaginação em História Oral. História, São Paulo, n. 14, 1995, p. 125-136.

ARENDT, I. Educação, religião e identidade étnica: o Allgemeine Lehrerzeitung e a escola evangélica no Rio Grande do Sul. São Leopoldo: Oikos, 2008.

BASTOS, M. H. C. A revista do Ensino do Rio Grande do Sul (1939-1942). O Novo e o Nacional em revista. Pelotas: Seiva, 2005.

BENCOSTTA, M. L. A. (Org.). História da Educação, arquitetura e espaço escolar. São Paulo: Cortez, 2005.

BURKE, P. O que é história cultural? Trad. Sérgio Góes de Paula. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CHARTIER, R. À beira da falésia: a história entre incertezas e inquietude/ trad. RAMOS, Patrícia Chittoni, Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, 2002.

CUNHA, M. T. S. Saberes impressos escritas da civilidade e impressos educacionais. (Década de 1930 a 1960). In: YAZBECK, D. C; ROCHA, M. B. M. Cultura e história da educação: intelectuais, legislação, cultura escolar e imprensa. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2009, p. 233-251.

DREHER, M. N. Breve história do ensino privado gaúcho. São Leopoldo: Oikos, 2008.

FISCHER, B. T. D. Professoras: histórias e discursos de um passado presente. Pelotas: Seiva, 2005.

HALBWACHS, M. A memória coletiva. São Paulo: Ed. Centauro, 2006.

HANSEN, J. A. A civilização pela palavra. In: LOPES, Eliane Marta Santos Teixeira; FILHO, L. M. F; VEIGA, C. G. (Org.). 500 anos de educação no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, p. 19-42.

KREUTZ, L. Escolas comunitárias de imigrantes no Brasil: instâncias de coordenação e estruturas de apoio. Revista brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 1, n. 15, 2001, p. 159-177.

OLIVEIRA, L. M. L. Memórias e experiências: desafios da investigação histórica. In: FENELON, Déa Ribeiro et al. Muitas memórias, outras histórias. São Paulo: Olho D'água, 2004. p. 263- 281.

PIMENTEL, A. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cadernos de pesquisa, São Paulo, n. 114, p.179-195, nov. 2001.

SOUZA, J. E. Memórias de professores: história do ensino em Novo Hamburgo/RS (1940-2009). Porto Alegre: Evangraf, 2012.

STEPHANOU, M. Nem uma coisa, nem outra ou nenhumas. Re invenções e reminiscências escolares. A modo de prefácio. In: FISCHER, B. T. D. Tempos de escola – Memórias (Org.) São Leopoldo: Oikos; Brasília: Liber Livro, 2011, p. 11-16.

TEIVE, G. M. G.; DALLABRIDA, N. A escola da república: os grupos escolares e a modernização do ensino primário em Santa Catarina (1911-1918). Campinas, SP: Mercado de Letras, 2011.

VILAS BOAS, S. Biografismo. São Paulo: UNESP, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/2020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index