Quando o instante é para sempre (ou: a experiência como oportunidade de formações matemáticas de diferentes professores)

João Ricardo Viola dos Santos

Resumo


Neste ensaio, produzo movimentos de escrita na tentativa de provocar efeitos nas discussões a respeito da formação matemática de futuros professores de matemática nos cursos de Licenciatura dessa área. No primeiro, minhas produções/travessias são em habitar espaços com as noções de experiência, estranhamento e descentramento, instituindo-as como oportunidades de diferentes formações. No segundo, minhas produções/travessias são com textualizações de entrevistas com educadores matemáticos e matemáticos que se posicionam a respeito de uma formação matemática de futuros professores de matemática. Em meio à afirmação “quando o instante é para sempre”, produzo efeitos não na direção de postular, prescrever, determinar, elencar aquilo que o professor precisa saber. Produzo, enfim, efeitos em tentativas de problematizar algumas verdades, em demarcar fronteiras fluídas que nos ofereçam outros horizontes, em fazer-me acreditar que outras formações são possíveis.


Palavras-chave


Licenciatura em Matemática; Formação de Professores; Modelo dos Campos Semânticos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v23i1.4174

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000