Afetividade nas relações de trabalho em um serviço de saúde da rede municipal de Porto Alegre/RS/Brasil.

Ivaní Nadir Vieira de Castro

Resumo


Estudo exploratório descritivo, com abordagem quantiqualitativa, realizado no Centro de Saúde Modelo, serviço de saúde da rede municipal de Porto Alegre, com vistas a identificar o significado da afetividade e sua influência nas relações de trabalho multiprofissional, interdisciplinar e intersetorial de profissionais da área da saúde pública, bem como visa a analisar a atuação de profissionais vinculados a essa área de atuação, focalizando aspectos baseados na afetividade. Nesse estudo, foram realizadas a elaboração e validação do instrumento de percepção da afetividade nas relações de trabalho na área da saúde, utilizando questionário composto por 30 itens e aplicado em uma amostra composta por 70 profissionais. Para a validação, foi utilizada a Análise Fatorial, que confirmou a estrutura tri-dimensional do estudo: afetiva, organizacional e relacional. Com os escores fatoriais, em face dos três componentes abordados, os itens foram agrupados em três matrizes que refletem aspectos de afetividade no ambiente organizacional. A partir dos modelos estabelecidos, foram examinadas as relações existentes entre esses padrões e a performance dos indivíduos no ambiente de trabalho com foco na afetividade e na educação, em três bases: cuidado, valorização e significação, sob a ótica da corrente teórica humanista/fenomenológica representada por Carl Rogers.

PALAVRAS-CHAVE: Afetividade; Relações interpessoais; Trabalho em saúde; Saúde pública.

ABSTRACT: A descriptive exploratory study, with a quantitativequalitative approach, which took place in a municipal public health service in the city of Porto Alegre, with the objective of identifying the meaning of affectivity and its influence on the multiprofessional, interdisciplinar and intersectorial work relations of publicworking health professionals, as well as analyzing the actions of the professionals linked to this working area. In the present study, the Perception of Affectivity at the work relations instrument was used and validated; using a questionnaire made of 30 items and applied to a sample composed of 70 professionals. To its validation, the factorial analysis was applied, which confirmed the tridimensional structure of the study: affective, organizational and relational. With the factorial scores, facing the three components analyzed, the items were grouped into three matrices which reflect the aspects of affectivity on the organizational environment. From the established models, the existing relations amongst these patterns and the performance of the individuals in the working environment were analyzed, focusing on affectivity on three bases: care, valorization and meaning, under the optics of the humanist / phenomenologic theoric current represented by Carl Rogers.

KEYWORDS: Affectivity. Interpersonal relationship. Health working. Public health.

Palavras-chave


Afetividade; Relações interpessoais; Trabalho em saúde; Saúde pública

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/42

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000