A experiência de encontro entre sujeitos aprendentes: aspecto da formação docente vivenciado no estágio supervisionado em docência na educação infantil

Marilúcia Antônia de Resende Peroza, Daiana Camargo

Resumo


Neste artigo pretende-se apresentar, como aspecto fundamental da formação inicial de docentes, as reflexões acerca da experiência de encontro vivenciada por acadêmicos do Curso de Pedagogia com as crianças que frequentam as instituições de Educação Infantil, proporcionada pela disciplina de Estágio Curricular Supervisionado para Docência na Educação Infantil. Fundamentam as reflexões os estudos de Pimenta e Lima (2006) e Rocha e Ostetto (2009), que vêm o estágio como espaço de articulação dos conhecimentos promovidos pelo curso com os saberes que emanam dos sujeitos envolvidos no processo de formação docente e a prática educativa desenvolvida com as crianças. Tomando como base Kuhlmann Jr. (2007), Sarmento (2004), Cerisara (1999), compreende-se a criança enquanto sujeito sócio-histórico-cultural, ativa no processo educativo; e a infância enquanto categoria social que se constitui e reflete as contradições da sociedade mais ampla. A formação docente, conforme Romanowski (2007) e Garcia (1999), exige compromisso, cientificidade, coletividade, competência e comunicabilidade, saberes que são constituídos na relação entre os constructos teóricos e as práticas dos sujeitos, reafirmando uma relação intrínseca entre os aspectos teóricos, práticos e relacionais da formação. Sendo assim, ressalta-se neste estudo, as experiências de encontro vivenciadas por sujeitos em processo de aprendizagem, aqui denominados sujeitos aprendentes. Estas experiências são valorizadas como elementos fundamentais que perpassam a vida cotidiana da escola da infância que, segundo Larrosa (2016), os coloca face a face com o desconhecido, abrindo possibilidades para novos conhecimentos. Ressalta-se que o estágio na Educação Infantil precisa ser valorizado como um espaço privilegiado para constituir um novo olhar sobre a criança e sobre a formação de professores, no sentido de se tornarem sensíveis às crianças em suas necessidades e possibilidades. Por fim, destaca-se a dimensão da experiência de encontro com a criança como sendo um elemento significativo da formação docente para atuar na Educação Infantil.

Palavras-chave


Educação Infantil; Formação de Professores; Estágio Supervisionado; Experiência;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v24i1.4595

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000