A emergência da mídia nas conversas e produções infantis sobre livros literários

ROSA MARIA HESSEL SILVEIRA, Liége Freitas Barbosa

Resumo


O artigo parte de referências às discussões em torno da relação entre mídia e infância, enfatizando a existência atual de uma infância midiatizada. Considerando tal cenário, seu objetivo é analisar referências midiáticas - falas, desenhos e registros escritos que envolvem a mídia, compreendendo tanto as menções às “velhas mídias”, isto é, os meios tradicionais de comunicação (TV, rádio, impresso) quanto as menções às “novas mídias” (internet, jogos digitais etc.). As referências foram capturadas no desenrolar de uma pesquisa sobre leitura de livros literários, realizada através de sessões de leitura partilhada e discussão conjunta de livros previamente escolhidos com duas turmas de 4º e 5º ano de escolas públicas de Porto Alegre. A pesquisa da qual os dados são coletados não tem como objetivo a exploração da mídia, mas enfatiza a relação entre as leituras e as experiências pessoais das crianças. Como resultado não previsto, nas discussões e trabalhos (desenhos do cotidiano) motivados pela leitura de “O pato, a morte e a tulipa”, de Wolf Erbruch, e “A caminho de casa”, de Jairo Buitrago, emergiram referências variadas à presença da TV, de filmes, de celulares e videogames na vida das crianças, mesmo se levando em conta que a maioria delas não pertence a classes economicamente favorecidas. Lançamos mão de aportes teóricos de Sibilia (2012), Girardello e Orofino (2008), Fantin (2009), entre outros, para compreender a emergência de uma criança conectada tanto às velhas quanto às novas mídias, e concluímos que, se a produtividade da leitura literária está relacionada à necessária conexão entre texto e experiência do leitor, as vivências trazidas pela mídia integram de maneira radical os atos de leitura das crianças contemporâneas.


Palavras-chave


leitura literária – mídia – anos iniciais

Texto completo:

PDF

Referências


BRAGA, José Luiz. Midiatização: a complexidade de um novo processo social.

(Entrevista). Revista do Instituto Humanitas Unisinos (digital), n. 289, ano IX, 2009. Disponível em http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option=com_content&view=article&id=2477&secao=289

BUITRAGO, Jairo. A Caminho de Casa. Ilustrações: Rafael Yockteng. São Paulo: Editora SM, 2012.

CHAMBERS, Aidan. Dime. Espacios para la lectura. Mexico: Fondo de Cultura Economica, 2007.

ERLBRUCH, Wolf. O pato, a morte e a tulipa. São Paulo: Cosac Naify, 2009.

FANTIN, Monica; GIRARDELLO, Gilka (Org.). Liga, roda, clica: estudos em mídia, cultura e infância. Campinas: Papirus, 2008.

_______, Monica. Cinema e Imaginário Infantil: a mediação entre o visível e o invisível. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 205-223, maio/ago. 2009. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/article/viewFile/9357/5546

FAUSTO NETO, Antônio. Midiatização, prática social: prática de sentido. In: Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação e Comunicação (COMPÓS), 15, Bauru/SP. 2006. Anais eletrônicos. Disponível em http://www.compos.org.br/data/biblioteca_544.pdf

GIRARDELLO, Gilka; OROFINO, Isabel. Crianças, cultura e participação: um olhar sobre a mídia-educação no Brasil. Revista Comunicação, mídia e consumo. São Paulo vol. 9 n. 25 p. 73-90 ago. 2012.

GOMES, Pedro Gilberto. 2016. Midiatização: um conceito, múltiplas vozes. Revista Famecos: mídia, cultura e tecnologia. v.23, n.2. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/viewFile/22253/14176

PINHEIRO, Cristiano Max Pereira. A história da utilização dos games como mídia. Anais do 4º Encontro Nacional da rede Alfredo de Caravalho. São Luis: Rede Alcar, 2006. P 1-14.

PORTAL CRIANÇA E CONSUMO. Tempo diário de crianças e adolescentes em frente a TV aumenta em 10 anos. Instituto Alana. Notícias. 19 de jun 2015. Disponível em:

http://criancaeconsumo.org.br/noticias/tempo-diario-de-criancas-e-adolescentes-em-frente-a-tv-aumenta-em-10-anos/ Acesso em: 15 set 2018.

____________________________ Consumismo infantil: um problema de todos. Instituto Alana. Disponível em: http://criancaeconsumo.org.br/consumismo-infantil/ Acesso em: 15 set 2018.

RATIER, Rodrigo. David Buckingham fala sobre Educação para as mídias. In: Nova Escola. Edição 239. Fev. 2011. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/879/davidbuckingham-fala-sobre-educacao-para-as-midias

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v24i2.5134

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000