Segregação no acesso ao ensino superior no Brasil: perfil dos ingressantes

Lorena Passos de Souza, Luana Passos, Rosilda Arruda Ferreira

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o perfil dos estudantes de ensino superior no Brasil, cotejando os cursos de elite com as licenciaturas, de modo a investigar se o acesso ainda é hierarquizado para distintos estratos populacionais. Utilizou-se como metodologia a Análise Descritiva de Dados, buscando as informações no Censo da Educação Superior 2015. Os achados apontam que, contrastando cursos de elite com cursos de licenciatura, há uma prevalência de homens (57%) e brancos (61%), frente a 43% de mulheres e 39% de negros nos cursos de elite. Já nos cursos de licenciatura, embora o componente racial não se destaque, a prevalência é feminina, com 70% dos ingressantes. Portanto, pode-se aventar que, a despeito das iniciativas do governo (PROUNI, REUNI e FIES) tenham sido efetivas na expansão do acesso ao ensino superior, ainda há muito a avançar no processo de democratização.


Palavras-chave


Ensino Superior; Expansão; Democratização; Perfil dos Estudantes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v25i2.5711

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000