Adolescentes em contexto de privação de liberdade no CENSE: concepções e perspectivas acerca da educação

Ruhama Ariella Sabião Batista, Silmara Carneiro e Silva, Luiz Renato Martins da Rocha

Resumo


A proteção às infâncias e juventudes no Brasil vem sendo debatida há muitos anos, culminando com a mudança de paradigma da situação irregular para a doutrina da proteção integral, com o advento do Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA. Nessa perspectiva, além da responsabilização e reprovação da conduta infracional do adolescente, as medidas socioeducativas se configuram como uma das garantias da proteção desses sujeitos, presentes no ECA e, posteriormente, nas legislações pertinentes à Socioeducação. O presente estudo tem como objetivo analisar as concepções e perspectivas que os adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas de internação no CENSE de Santo Antônio da Platina, no Estado do Paraná, têm sobre a educação. A pesquisa é de natureza qualitativa e foi realizada a partir de revisão de literatura, pesquisa documental e de campo, sendo a coleta dos dados empíricos empreendida por meio de entrevista semiestruturada. Os sujeitos da pesquisa foram nove adolescentes internados no CENSE. Considerou-se que as particularidades na escolaridade e nas concepções sobre Educação que os adolescentes privados de liberdade têm, a partir de suas trajetórias escolares, incidem diretamente tanto no processo socioeducativo quanto nos seus projetos de vida. Sobretudo, buscou-se pensar em caminhos para uma maior efetividade do atendimento socioeducativo, principalmente no que concerne à Educação, partindo dos principais sujeitos deste processo, os adolescentes.


Palavras-chave


Pedagogia Socioeducativa; Pedagogia Social; Medidas Socioeducativas; Centros de Socioeducação (CENSE).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v26i1.6669

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000