Do barro à arte: experiências de diálogo entre a extensão universitária e a cultura popular

Priscila Lopes, Claudia Mara Niquini

Resumo


O presente trabalho, fruto de um relato de experiência, almeja refletir sobre a extensão universitária como meio de (re)conhecimento da cultura popular regional. No cerne de um projeto extensionista, os conhecimentos da Ginástica Para Todos (GPT) foram desenvolvidos de forma reflexiva e crítica, dando vida a coreografia intitulada “Do barro à arte”, a qual tematizou a produção de cerâmica no Vale do Jequitinhonha. O (re)conhecimento e a apropriação da cultura regional foram realizadas de distintas formas, em especial, por meio de visita técnica realizada na cidade de Araçuaí/MG, onde, a partir dos relatos dos ceramistas, compreendemos as histórias e os modos de vida dos artesãos/artistas. Tais vivências perpassaram o corpo e compuseram a apresentação final, destacando a singularidade, a beleza e a potência da cerâmica do Vale, valorizando, sobretudo, essa rica manifestação da cultura popular.


Palavras-chave


Extensão Universitária; Ginástica para Todos; Cultura Popular.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v26i1.7512

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000