“Você é a aluna nova”: O adulto atípico na pesquisa etnográfica com crianças pequenas

Rafaely Karolynne do Nascimento Campos

Resumo


O objetivo deste artigo é problematizar questões referentes ao papel do pesquisador nas relações que estabelece ao desenvolver uma pesquisa etnográfica com crianças pequenas. A partir das análises das notas do diário de campo, buscamos discutir questões concernentes às relações entre o pesquisador e os sujeitos no contexto das pesquisas desenvolvidas, problematizando o conceito de “adulto atípico” (CORSARO, 2011) e suas interfaces com as possiblidades de aproximações com as crianças. Os dados nos permitem afirmar que, na pesquisa com crianças, é preciso assumir o papel de um adulto distinto dos adultos pertencentes ao contexto, tendo o cuidado em não assumirmos comportamentos de criança, nem adotarmos o comportamento típico dos adultos que se relacionam com as crianças no cotidiano. Portanto, se faz necessário adotar o papel específico de pesquisador, papel esse que se constrói nas relações e interações estabelecidas em constante diálogo com as crianças.


Palavras-chave


Adulto atípico; Papel do pesquisador; Pesquisa com crianças; Pesquisa Etnográfica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v27i1.8609

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000