O olhar do imaginário social sobre as representações de gênero permeadas pela pesquisa autobiográfica

Valeska Maria Fortes de Oliveira, Gabriella Eldereti Machado

Resumo


Considerando a importância na formação dos sujeitos, no qual faz parte à construção das representações de gênero, propõe-se nesta escrita uma reflexão sobre essas questões contemporâneas que permeiam a docência e o espaço formal que a docência se efetiva, a escola. Buscando discutir sobre a instituição das representações de gênero, através dos estudos do Imaginário Social na teoria de Cornelius Castoriadis. Dialogando com a Pesquisa Autobiográfica no contexto da formação docente, que abrange as histórias de vida, biografias e autobiografias, e memoriais, utilizando para isto, alguns referenciais como base teórica, como: Castoriadis (1982); Josso (2006; 2007); Oliveira (2012); Clandinin (2015); Foucault (1988); Louro (1997); Butler (2003).


Palavras-chave


Imaginário. Formação de professores. Gênero.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v10i21.4285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index