Análise do ensino sobre saúde do idoso em um curso de medicina

Francisco José Passos Soares, David Costa Buarque

Resumo


O aumento da expectativa de vida e da população idosa é fenômeno mundial. No Brasil, teremos 41,5 milhões de idosos em 2030, porém sequer metade das escolas médicas brasileiras incorporam conteúdos sobre o envelhecimento humano. Objetivando o diagnóstico situacional do ensino da Geriatria e da Gerontologia em um curso médico, realizou-se análise documental no Projeto Pedagógico do Curso (PPC) e planos de aula das disciplinas através da (1) definição de categorias de análise e unidades de registro, (2) exploração documental e (3) análise e interpretação dos dados. As unidades de registro foram identificadas nas diretrizes propostas pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, totalizando 71 conteúdos mínimos a serem buscados no PPC. Houve previsão para abordagem de 13 dos 71 conteúdos, apenas quatro com abordagem completa. Verificou-se, deste modo, grande lacuna no ensino de conteúdos mínimos em geriatria e gerontologia em um curso médico.


Palavras-chave


Educação médica. Geriatria. Gerontologia. Saúde do idoso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v11i23.4739

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index