Desafios da in-visibilidade: representações sociais de ciganos em jornais brasileiros e portugueses

Julia Alves Brasil, Mariana Bonomo

Resumo


Tendo em vista o papel dos diversos tipos de mídia na (re)produção de significados acerca de diferentes objetos sociais, este estudo teve, como objetivo, analisar as representações sociais de ciganos em notícias veiculadas por jornais brasileiros e portugueses. No total, foram analisadas 520 reportagens a partir da Classificação Hierárquica Descendente (CHD), e, dessas, 254 que abordavam diretamente os ciganos foram consideradas para a análise de conteúdo. Na CHD, foram identificadas as seguintes classes lexicais: no Brasil, modos de vida errantes, violações de direitos humanos, personagens secundários no cinema e na literatura, estilos musicais, e produção de cervejas; e em Portugal, violações de direitos humanos, vítimas e agressores, programas educacionais, e ofensas em contextos esportivos e políticos. Na análise de conteúdo, temáticas como estratégias de integração, autores de crimes, discriminação étnica, história e costumes, resistência e luta por direitos, e violações de direitos humanos foram encontradas nas reportagens dos jornais dos dois países. Os resultados permitiram analisar o processo de sociogênese das representações sociais, bem como discutir a dinâmica de exclusão/inclusão no contexto social contemporâneo. Portanto, ao evidenciar processos de visibilidade/invisibilidade aos quais os ciganos estão submetidos, o presente estudo auxilia na desnaturalização de construções sociais que dificultam a promoção de direitos fundamentais de grupos minoritários.


Palavras-chave


Brasil. Ciganos. Mídia. Portugal. Representações sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v13i29.7998

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index