Felicidade no trabalho e diferentes perspectivas geracionais: uma revisão integrativa da literatura

Lílian Paula Damo, Narbal Silva

Resumo


Os estudos sobre a felicidade no trabalho têm sido considerados emergentes no campo da gestão de pessoas, configurando-se como relevantes e com amplo espaço nas pesquisas acadêmicas. Existem lacunas na literatura sobre o que constitui a felicidade no trabalho e como isso pode variar entre indivíduos e contextos organizacionais. Sendo assim, com o objetivo de mapear as produções científicas nacionais e internacionais que contemplam os temas felicidade no trabalho e diferentes perspectivas geracionais, realizou-se uma pesquisa do tipo revisão integrativa da literatura, por meio das bases de dados eletrônicas Scopus, Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e Scientific Eletronic Library Online (Scielo). Ao total, 21 artigos foram analisados, e os resultados indicaram que o escopo científico sobre o tema é novo e está em desenvolvimento no contexto acadêmico. Tal escassez indica que em termos de maturidade, a interface entre felicidade no trabalho e diferentes geraçõesainda está em sua infância. Logo, a fomentação de mais pesquisas sobre o tema possibilitará aos gestores compreenderem melhor os trabalhadores e como os mesmos percebem a felicidade no trabalho. Essa compreensão poderá fornecer importantes subsídios para a construção de políticas, programas e práticas organizacionais que visam promover a felicidade laboral de equipes multigeracionais.


Palavras-chave


Felicidade no Trabalho. Baby Boomers. Geração X. Geração Y.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v13i31.8752

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index