Comunicação aumentativa e alternativa e a inclusão escolar: as experimentações de Luísa

Jeruza Santos Nobre, Sheyla Werner Freitas, Cláudia Rodrigues de Freitas

Resumo


O presente artigo busca analisar o uso da Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) a partir de uma experiência com uma criança inserida na Educação Infantil. Trata-se de um estudo qualitativo, tendo como apoio o pesquisar-COM como estratégia metodológica da análise do caso colocado em discussão. A articulação entre as narrativas evidencia a potência do percurso escolhido pela professora com seus alunos. Além de pesquisadores da área da CAA para a fundamentação teórica, oferecem-se pistas da perspectiva da inclusão. A partir da análise, é possível identificar o quanto a CAA se coloca de forma favorável à comunicação entre a criança em foco e os seus colegas, assim como junto à professora, qualificando a inclusão escolar. O uso da CAA desencadeado pela professora oferece mediação nos processos de autonomia da criança. Destacamos, ainda, a importância do papel da professora nos processos inclusivos, tornando possível transpor as barreiras iniciais de comunicação para a efetivação de aprendizagens. 


Palavras-chave


Comunicação Alternativa e Aumentativa. Tecnologia Assistiva. Educação Inclusiva.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v14i32.9267

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index