Redes sociais e educação: a narrativa de si por meio da escrita no Twitter

Edvaldo Souza Couto, Ramon Missias-Moreira, Quesia Silva do Carmo

Resumo


O artigo teve como objetivo analisar a produção de narrativas escritas pessoais postadas no Twitter, procurando desvelar o processo de exibição do sujeito, assim como a troca de saberes, informação e conhecimento. Pesquisa qualitativa aplicada à internet, exploratória, descritiva e analítica, observando-se hábitos de um grupo de 15 usuários do Twitter. Analisamos os resultados pela análise de conteúdo. O argumento do texto é que vivemos a era da publicização do sujeito nas redes sociais digitais e suas narrativas são essencialmente escritas. Narrar a si mesmo é produzir subjetividades e, ao mesmo tempo, produzir conhecimento de si e do mundo. Por fim, apontamos a necessidade de análise não apenas das narrativas pessoais que formam o enunciado, mas sim, o contexto histórico-social e as condições de produção que circundam a enunciação, numa tentativa de reconstruir os passos da modalidade do dizer.


Palavras-chave


Redes sociais digitais. Educação. Twitter.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v10i21.3694

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index