A coeducação oportunizada pelo trabalho colaborativo nas aulas de Educação Física

Robson Alex Ferreira

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar as contribuições do Trabalho Colaborativo entre o professor regente e os futuros professores, para a coeducação nas aulas de Educação Física de uma unidade escolar pública no estado do Mato Grosso. Foram sujeitos deste estudo a professora regente de uma unidade escolar pública, dois acadêmicos dos últimos semestres do curso de Educação Física e o pesquisador. O instrumento utilizado nesta pesquisa foram as narrativas orais dos sujeitos e a análise dos dados se deu pelos eixos temáticos a partir dos passos adotados por Rinaldi (2009). Os principais resultados apontaram que o Trabalho Colaborativo contribuiu para que a coeducação pudesse ser percebida para além dos horizontes da simples junção de homens e mulheres nas aulas. Foi possível perceber em alguns momentos as mulheres reivindicando seu espaço e lugar nas atividades, o que as fez inclusive agir como os próprios meninos não os aceitando inicialmente em algumas dinâmicas. No entanto, nossas discussões mostraram que a coeducação não é uma unanimidade quanto sua oferta e aceitação no ambiente escolar. Entendemos que o Trabalho Colaborativo entre a universidade e a escola pode ser uma estratégia que permite a construção de saberes que permitem auxiliar o professor regente e os futuros professores a preencher lacunas em suas ações em sala de aula, ao mesmo tempo que, pode contribuir com saberes que permitam aos professores da universidade um olhar para além das situações ideias de ensino.


Palavras-chave


Trabalho Colaborativo; Coeducação; Educação Física.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/recc.v27i1.8759

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

ISSN: 2236-6377

UNILASALLE - Av. Victor Barreto, 2288 Centro Canoas/RS Cep: 92.010-000