A educação pluralista para os direitos humanos em Jacques Maritain

Carlos Frederico Gurgel Calvet da Silveira, Thiago Leite Cabrera Pereira da Rosa

Resumo


Segundo Jacques Maritain, o destino dos direitos humanos depende da educação para a participação na vida pública. Esta convicção depende de uma visão bem estabelecida sobre a educação em geral. Embora os fins da educação se subordinem aos fins da pessoa humana, a formação para a vida social pertence à essência da educação. Aqui se insere a educação para os direitos humanos. O objetivo desta investigação consiste exatamente nisto: evidenciar o lugar essencial que os direitos humanos têm na educação consoantes os princípios de Maritain, assim como mostrar sua subordinação à condição espiritual da pessoa humana, isto é, à sua liberdade espiritual. O confronto dos textos sobre educação e sobre direitos humanos do próprio Maritain foi o percurso metodológico adotado aqui. Seu resultado é o evidenciamento da conquista filosófica de Maritain em favor de uma educação para os direitos humanos sempre que promotora da liberdade espiritual pessoal do indivíduo.


Palavras-chave


Liberdade pessoal. Educação para os direitos humanos. Pessoa humana. Jacques Maritain. Fins da educação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v10i22.5052

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index