Avaliação neuropsicológica de crianças e adolescentes em contextos ambulatoriais: desafios e possibilidades

Rosa Cristina Ferreira de Souza

Resumo


A avaliação neuropsicológica tradicional é um processo desenvolvido em várias sessões incluindo entrevistas, observações e aplicação de testes e escalas. Em contextos ambulatoriais tempo e custos precisam ser reduzidos. Assim, o objetivo geral da pesquisa buscou descrever as práticas de avaliação neuropsicológica com crianças/adolescentes desenvolvidas em contexto ambulatorial no Brasil a partir de revisão bibliográfica da literatura. Para tanto, buscou-se identificar as demandas acolhidas pelos serviços; identificar estratégias e técnicas utilizadas pelas instituições; identificar os resultados alcançados nas modalidades de atendimentos contribuindo para a discussão de possibilidades de desenvolvimento de avaliação neuropsicológica em centros de saúde/ambulatórios.  Foram consultadas as bases de dados BVS-saúde, BVS-Psi, Scielo, CAPES e Google Acadêmico. A busca resultou em seis artigos, os quais preencheram os critérios percorridos: experiências brasileiras de avaliação neuropsicológica em contexto ambulatorial nos últimos dez anos. Nas experiências descritas há modelos que atendem à prerrogativa de baixos custos e menor tempo de execução do processo avaliativo a partir de protocolos de triagem e bateria de avaliação breve. Constatou-se escassez de socialização de práticas de avaliação psicológica nos contextos ambulatoriais e necessidade de desenvolvimento de outras modalidades de avaliação breve para diferentes demandas.

Palavras-chave


Avaliação neuropsicológica. Ambulatório. Crianças e adolescente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v12i28.7359

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index