Educação, escola e sociedade: a relação da escola com as famílias homoparentais

Josiane Peres Gonçalves, Luciana Ximenes Gomes Farias

Resumo


O presente estudo objetiva analisar a relação existente entre a instituição escolar e as famílias homoparentais, destacando como a escola encara a realidade de lidar com as crianças que pertencem a esse modelo de família. Para tanto, foi realizado uma pesquisa de natureza qualitativa, sendo a pesquisa bibliográfica sobre a temática e uma pesquisa de campo para a coleta de dados por meio entrevista com gravação de áudio com duas famílias, sendo um casal composto por dois homens e o outro por duas mulheres, ambos os casais tinham um filho biológico que morava com eles, fruto de relações anteriores de um dos parceiros. Também foi entrevistado um Agente de Inspeção Escolar da instituição em que estudava a criança do casal feminino e com o agente da escola que estudava a criança do casal masculino, não foi possível realizar a pesquisa. Os resultados apontam que, em relação aos arranjos familiares, as instituições escolares ainda possuem uma concepção restrita, pois elege a família nuclear como a principal formação familiar. As transformações nas diversas instituições sociais ocorridas no decorrer do tempo, não foram significativas suficientes para que novas configurações familiares deixassem de inquietar os segmentos mais conservadores da sociedade brasileira. No âmbito escolar a homoparentalidade continua sendo tratada como um tema rente, porém marginal.


Palavras-chave


Instituição Escolar. Configurações Familiares. Homoparentalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18316/rcd.v13i31.8923

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


PORTAIS & INDEXADORES:

Academic IndexAcademic IndexAcademic Index